vida

Já estamos no segundo mês do ano e eu lhes pergunto?

Como estão sendo cumpridas as suas promessas de ano novo?

Tipo… ser uma pessoa melhor, de fazer uma viagem, de ir à academia, de encontrar um amor, um novo emprego, voltar a estudar, concluir os estudos.

Enfim, promessas, promessas, promessas!!!

Para começar, saiba que nada muda se VOCÊ não mudar.

De que lado da linha da vida você está?

Quanto às suas promessas, você costuma atingir todos os objetivos traçados?

Não?

Ah, claro, com esta crise no país não foi possível economizar para fazer aquela viagem, muito menos iniciar a academia, pois teve que trabalhar mais e com isso, também não deu para voltar para os estudos e, sem tempo, não conheceu nenhum amor novo.

Quem dirá trocar de trabalho, hein!?

Nenhuma empresa esteve contratando este ano que passou…



Que pena!!!!

Mas você bem que tentou…

O problema é que o seu chefe vivia pedindo para fazer mais horas extras, e com a equipe reduzida, afinal estivemos em crise o ano todo, você teve que entregar mais trabalho.

Consequência disso: você chegava em casa cansado e no final de semana, queria ficar dormindo, vendo aquele programinha na TV ou conversando com os amigos da rede social. Ok?

Com toda esta crise que nosso país está vivendo, não dava mesmo para você fazer um programa de caminhadas ao ar livre ou mesmo uns exercícios com pesinhos improvisados no seu quarto.

Não dava também para buscar conteúdo na internet, ir a uma biblioteca e ler alguns livros, ou trocar informações com seus pares no trabalho buscando melhorar o seu desempenho.

Que tal dar uma voltinha na praça da cidade no final de semana, observando as pessoas que por ali estivessem, e até mesmo fazer novas amizades? Não rolou, né?

Afinal, o que te mede é o termômetro, aquele que mede a temperatura externa, o clima do dia.

Desculpe te informar, mas na linha da vida, você está do lado de baixo.

Te convido a mudar esta perspectiva. Vamos lá!

Tome posse do seu destino e, consciência de que você é o único responsável pelo seu sucesso.

Deixe de dar desculpas pelo que você não fez.

Não encontre um culpado para as coisas que não aconteceram como você queria.

Só existe um culpado para as suas escolhas: VOCÊ.

Sabe aquela história do livre arbítrio?

Então, ela mesma.

Você escolhe o quer ser, o que quer ter, ninguém tem o direito nem a possibilidade de fazer de você o que você não quer ser.

Assuma a responsabilidade sobre seus atos, responda as consequências vindas deles.

Tenha propriedade de tudo que passa na sua vida, quando é seu, bom ou ruim, você pode decidir mudar.

Ação e não reação.

Utilize das suas potencialidades para driblar as circunstâncias.

Use a criatividade para contornar as situações e chegar mais perto dos seus objetivos.

Tenha objetivos, metas traçadas, sonhos e desejos, mas os tenha registrado por escrito, dispostos em lugares diversos que você possa ver todos os dias, várias vezes ao dia.

Assim será lembrado a todo momento de qual caminho a seguir e quais escolhas fazer.

Seja um termostato, que regula a temperatura, que dá o comando para a temperatura se ajustar aos seus sonhos e desejos.

Analise sempre suas escolhas para saber se elas são o caminho para chegar aos seus objetivos ou, são desvios que só te irão fazer perder tempo e prolongar a chegada até eles.

Defina suas novas metas e…

Vamos que Vamos! Feliz 2017.

Ah, sugiro um vídeo para você. Clique aqui!

Rafael Barrêto

Tags: