medo

O que te aflige meu amigo?

Seja sincero, por favor…

Você tem medo ? Ou melhor, medos?

Se não tem, tem algo de errado em você, ok?

Vamos à explicação de medo no Wikipedia:

O medo é uma sensação que proporciona um estado de alerta demonstrado pelo receio de fazer alguma coisa, geralmente por se sentir ameaçado, tanto fisicamente, como psicologicamente.

Então o medo, quando controlado, é um amigão seu dizendo..Epa epa epa.. pera aí…

Calma e pensa bem, vale a pena ir por esse caminho?

Ou seja, ele te protege.

Então, o medo é uma ferramenta que você tem na sua caixinha de ferramentas para fazer da sua vida, algo ainda mais bacana.

Logo, se o medo é uma ferramenta que DEUS te enviou – para você que é ateu, que o Universo te enviou – você deve usá-lo adequadamente, correto?

Então te pergunto:

Quem manda nesse teu corpinho?

Os medos ou você?

Você já viu algum poste fazer xixi no cachorro?

Creio que não…

Então, por que o medo te controla?



Isso está errado.

Concorda?

Se o medo te controla, ele pode se transformar em uma crença limitante.

Vamos a um exemplo?

Você recebe uma proposta de emprego interessante, mas fica com medo de trocar o seu emprego atual por um novo (um medinho natural até aí…)

Porém, mesmo depois de analisar os prós e contras, perceber que o novo emprego é muito mais interessante para você, mesmo assim você continua no seu emprego antigo, que por sinal você está insatisfeito.

Isso pode acontecer em outras oportunidades…

O que acontece nesse caso é que o seu medo pode ter lhe causado uma crença limitante!

E você pode começar a pensar que não é bom o bastante para um emprego melhor. Entende?

Se isso acontecer amiguinho… você está usando a sua ferramenta de forma errada.

É como tentar ‘desaparafurar’ um parafuso com uma faca.

Será difícil, você pode até conseguir, mas a probabilidade é que você se machuque.

Então, se podemos ter uma lição de casa após ler esse texto é:

Entendamos os nossos medos, agradeçamos pela preocupação e vamos agir, mesmo que seja com cautela, mas vamos agir!

E sempre lembrando as palavras de Nelson Mandela sobre medos:

Nosso maior medo não é sermos inadequados. Nosso maior medo é que nós somos poderosos além do que podemos imaginar.

É nossa luz, não nossa escuridão, que mais nos assusta. Nós nos perguntamos:

“Quem sou eu para ser brilhante, lindo, talentoso e fabuloso?”

Na verdade, quem é você para não ser?

Você é um filho de Deus!!!

Você pensando pequeno não ajuda o mundo.

Não há nenhuma bondade em você se diminuir, recuar, para que os outros não se sintam inseguros ao seu redor.

Todos nós fomos feitos para brilhar, como crianças brilham. Nós nascemos para manifestar a glória de Deus dentro de nós. Não é somente em alguns de nós. É em todos!

E enquanto permitimos que nossa própria luz brilhe, nós inconscientemente damos permissão a outros para fazer o mesmo.

Quando nós nos libertamos do nosso próprio medo, nossa presença automaticamente libertará outros.

E aí? Vamos brilhar? Todo mundo?

 

Vamos que vamos!

Rafael Barrêto

 

Tags: