Segredos

“Os Segredos da Mente Milionária”: esse é um dos muitos bons livros que já li. Sim, existem muitos bons livros! Porém, esse me surpreendeu. E isso aconteceu porque sua linguagem é muito clara e ao mesmo tempo muito útil.

Vamos começar falando quem é o autor.

  1. T. Harv Eker é um cara como cada um de nós, que ficou milionário em apenas dois anos e meio. (inveja pura a minha). Porém após o feito ele montou uma metodologia. Tipo uma receitinha de bolo para nos ajudar a nos preparar e cuidar melhor de nosso rico dinheirinho. Hoje, ganha a vida (como se precisasse trabalhar) fazendo treinamentos ao redor do mundo. Com certeza, farei o curso da empresa dele. Se o livro foi bom, imagina o curso?

Bem, agora que nosso novo ídolo foi apresentado, falaremos do livro:

O ponto mais importante do livro é trabalhar o Modelo Financeiro, que existe em seu subconsciente.

Acredita nisso?

Você antes de poupar, economizar ou ganhar mais dinheiro, precisa programar o seu cérebro para receber e conseguir usar esse recurso com sabedoria.

Parece mais uma metodologia mais ou menos, né? Mas não é!

Harv explica com maestria cada ponto e o mais importante: coloca todos os leitores para agir!

Ao final de cada parte, temos uma pequenina lição de casa, que apesar de muito simples, é muito forte.

O livro, que é dividido em duas partes, diz sobre o seu modelo de dinheiro e nos questiona sobre quem somos para atingirmos nossa meta financeira. No livro, ele nos dá algumas pílulas de sabedoria, o qual chama de Princípios de Riqueza. A primeira delas é: Os seus rendimentos crescem na mesma medida que você cresce!

Como já deu para entender acima, a primeira parte diz que dinheiro é resultado de quem você é. O exemplo ilustrado na obra é de alguém que já tenha ganho na mega sena e não estava preparado. Estatísticas mostram que essas pessoas tendem a perder tudo, pois não estão preparadas para tal tipo de “sorte”. Em outras palavras, precisamos nos preparar para receber e conservar riqueza e isso não é da noite para o dia. Logo, você precisa entender a fórmula abaixo:

P > P > S > A = R

A sua programação mental conduz aos seus pensamentos; os seus pensamentos conduzem aos seus sentimentos; os seus sentimentos conduzem as suas ações e suas ações conduzem aos seus resultados.

Logo, se você programar a sua mente de forma positiva, isso desencadeará em todos os demais fatores até chegar em resultados positivos!

Então nem adianta agir de uma forma, porém está pensando de outra. Amiguinho, não vai rolar!



Entendido a primeira parte do livro, vamos para a segunda, que é a chamada arquivos de riqueza.

São dezessete modos de pensar e agir que distinguem os ricos dos pobres – que ele gentilmente chama de outras pessoas J.

Tentarei simplificar os 17. São eles:

  • A mente rica pensa: “Eu crio minha própria vida”. A mente pobre pensa: “Na minha vida, as coisas acontecem” Pergunta para você saber onde está: Tem reclamado muito da vida?
  • A mente rica entra no jogo para ganhar. A mente pobre entra para não perder;
  • A mente rica assume o compromisso de ser rica. A mente pobre gostaria de ser rica;
  • A mente rica pensa grande. A mente pobre pensa pequeno;
  • A mente rica focaliza oportunidade. A mente pobre focaliza obstáculos;
  • A mente rica admira quem tem sucesso. A mente pobre fica com invejinha.

Esse achei muito importante, pois é do ser humano ficar com uma dorzinha de cotovelo.

Até mesmo Harv comenta que já sentiu isso, ok?

Então, quando sentir isso, expulse esse sentimento negativo de sua mente, colocando um elogio para essa pessoa no lugar.

Elogie a pessoa em alto e bom tom toda vez que sentir que está com inveja. Combinado?

  • A mente rica busca a companhia de pessoas bem-sucedidas. Isso as motiva. A mente pobre procura indivíduos negativos e fracassados. Isso as conforta;
  • A mente rica gosta de se promover. A mente pobre não aprecia vendas nem autopromoção.

Nesse arquivo, tem um monte de coisa que a mente pobre confunde.

Autopromoção com falta de humildade e vender seu peixe com egocentrismo! É bem complicado isso.

  • A mente rica é maior que seus problemas. O mente pobre é menor que seus problemas;
  • A mente rica é excelente recebedora. A mente pobre é péssima recebedora. Sabe aquela história “se você acredita ser merecedor você é. Se não acredita, você não é merecedor.” Então…
  • A mente rica gosta de ser remunerada por seus resultados. A mente pobre pelo seu tempo gasto;
  • A mente rica pensa “Posso ter as duas coisas”. A mente pobre pensa “Posso ter uma coisa ou outra”;
  • A mente rica focaliza o seu patrimônio líquido. A mente pobre focaliza seu rendimento mensal;
  • A mente rica administra bem o seu dinheiro. A mente pobre administra mal;
  • A mente rica põe o seu dinheiro para trabalhar por ela. A mente pobre trabalha duro pelo seu dinheiro;
  • A mente rica age apesar do medo. A mente pobre fica paralisada;
  • A mente rica aprende o tempo todo. A mente pobre acredita que já sabe de tudo.

Aqui, ele coloca um princípio: ou você é rico, ou você está certo. Nunca os dois ao mesmo tempo. Ou seja, se aprimore sempre!

Para concluir, o livro Harv te passa uma lição de casa que segundo ele, é a única forma de você realmente absorver os conceitos do livro. Ou seja, com muita ação e não somente na teoria.

Bom, esse resumo já faz parte da minha lição de casa. Bora ter uma mente milionária?

Rafael Barrêto.