influenciar pessoas

“Como fazer amigos e influenciar pessoas”…

Esse é o título de um dos melhores livros do mundo na minha opinião.

É simplesmente fantástico!

Sabe quando foi escrito?

Em 1937, e continua atual. Isso é sensacional.

Já começo gostando pelo título: Como fazer amigos e influenciar pessoas?

Gosto, pois aqui já separa pessoas que gostam de aprender, para aquelas que julgam sem antes conhecer.

Com esse título, muitas pessoas acham que será algo supérfluo e simplesmente não se dão ao trabalho de conhecer um trabalho ímpar sobre relacionamentos.

Para mim, o livro se baseou em um ponto principal que seria:

Ver o mundo através dos olhos de quem você se relaciona.

Ou seja, por um momento se deixar em segundo plano e compreender genuinamente como o outro se sente.

Esse é o grande segredo!

Sem mais delongas, o livro é dividido em quatro partes, em um total de 14 princípios, são eles:

  • Não Critique, não condene, não se queixe.

Esse é um que tenho trabalhado muito e o resultado é fulminante

Pare de criticar, de se queixar e em pouquíssimo tempo, você é uma pessoa melhor.

Sem demagogia, é difícil parar de reclamar, mas com muito treino, você diminui consideravelmente a carga negativa.

  • Faça um elogio honesto e sincero

Que elogio é bom, todo mundo já sabe. Mas você precisa se preocupar em sempre achar qualidades verdadeiras nas pessoas para seu o mais sincero possível. (trabalho árduo esse com algumas pessoas, né? brincadeira, rs.)

Faça isso o tempo todo.

  • Desperte na outra pessoa um ardente desejo.

Eu gosto de chocolate, mas você gosta de morangos.

Então quando eu for te oferecer algo, não te oferecei chocolate, lhe oferecerei morangos.

Então, fale sobre os assuntos que o seu interlocutor gosta, não você.

  • Interesse-se sinceramente pelas outras pessoas.

Identifique pontos os quais você se interessa pela pessoa e evidencie isso.

  • Faça a outra pessoa sentir-se importante, mas faça-o sinceramente.

Todos gostam de se sentir importantes e o mais curioso: todos são importantes em ao menos um aspecto em sua vida. Pesquise e descubra!

  • Respeite a opinião alheia. Nunca diga: “Você está errado”.

Entenda o ponto de vista da outra pessoa e explique o seu, sem confrontos.

  • Comece de um modo amigável.

As pessoas são um espelho. Ódio gera ódio, já cortesia gera…

  • Consiga que a outra pessoa diga “sim, sim”, imediatamente.

Tenha a concordância das pessoas, não discuta por coisas boas. O sim é poderoso.

  • Deixe a outra pessoa pensar que a ideia é dela.

Todos preferem as suas ideias do que as dos outros, então por que não fazer com que a ideia seja delas?

Você precisa do mérito? Não. você precisa do resultado.

  • Apele para os mais nobres motivos.

Pense nos motivos mais importantes que existem para cada ação.



Economizar o dinheiro de uma conta de água ou salvar o planeta?

  • Chame indiretamente a atenção sobre os erros alheios.

Ao invés de repreender, tome uma ação que a pessoa perceba seu erro sem você ter que informar.

Exemplo: Ao ver uma pessoa jogando um papel no chão, ao invés de repreender a pessoa. Pegue e jogue você no local correto.

  • Fale de seus próprios erros antes de criticar os das outras pessoas.

Todos cometemos erros. Reconhecê-los ao invés de acusar as pessoas, ajuda a percebemos que já fizemos isso um dia e também auxilia na empatia.

  • Faça perguntas em vez de dar ordens.

A verdade é que ninguém gosta de receber ordens. Por que então, não questionar e receber as respostas do que deve ser feito?

  • Não envergonhe as outras pessoas

Apesar de óbvio, vamos combinar…

Já erramos algumas vezes, não?

Bom pessoal, esses são os princípios.

Desculpem-me pelo texto um pouco mais longo.

Porém, os 14 princípios eram necessários para a explicação.

E aí? Bora fazer amigos e influenciar pessoas?

Vamos que Vamos